Extração líquido-líquido

Retirado dos protocolos de Química da ESTSP-IPP:

“Muitas substâncias orgânicas são obtidas a partir de produtos naturais, sendo necessário extraí-las e purificá-las. A extração é a técnica mais usada quando se pretende isolar um produto natural das substâncias em que aparece na Natureza.

Imagem daqui.
Imagem daqui.

A extração líquido-líquido é uma operação básica de separação de compostos com diferentes características de solubilidade face a solventes orgânicos e aquosos imiscíveis entre si. Assim, é possível isolar os dois componentes de uma mistura, A e B, em que A é muito solúvel em água e pouco solúvel num solvente orgânico imiscível com a água, ao passo que B tem o comportamento exatamente oposto. Colocando um sistema de dois solventes imiscíveis, como água e clorofórmio, por exemplo, em contacto com a mistura A+B e misturando bem as duas fases (orgânica e aquosa) por agitação vigorosa, poder-se-á atingir um estado de equilíbrio (equilíbrio de partição líquido-líquido) no qual a maior parte de A se encontra na fase aquosa e a maior parte de B se encontra na fase orgânica. A repetição do processo extrativo conduz, em último caso, ao isolamento da totalidade de A, isento de B, na fase aquosa e, do mesmo modo, à recuperação da totalidade de B, isento de A, na fase orgânica. Deste modo, após simples eliminação dos solventes, consegue-se obter A e B separados e puros.

Dependendo da solubilidade de cada composto, quando se agita uma solução aquosa de determinado composto com um solvente orgânico em que o composto é pelo menos razoavelmente solúvel, haverá distribuição do soluto por ambas as fases. Teremos portanto, uma concentração (quantidade de soluto por unidade de volume) do soluto na fase aquosa (Cágua) e uma concentração de soluto na fase orgânica (Corg), que é aproximadamente igual às suas solubilidades, Sorg e Ságua, a uma dada temperatura.

À razão entre as concentrações do soluto nos dois solventes em equilíbrio chama-se coeficiente de distribuição (KD):

Kd equ

A partir destes conceitos, pedi ajuda ao Rui Farinha para elaborar o meu primeiro vídeo didático.

giphy

Neste caso, apenas quero demonstrar o conceito; não utilizo uma ampola de decantação e faço a demonstração num tubo.

Para mostrar as diferentes fases, utilizo um indicador (azul de metileno/vermelho de metilo) que irá ter cores diferentes conforme as fases. Em água fica verde e em clorofórmio rosa.

Vejam o vídeo e façam os vossos comentários.

 

Anúncios

Um pensamento em “Extração líquido-líquido”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s