A crise de identidade das células da glia

figure_35_01_06

Estudo descreve como a expressão génica em regiões diferentes do cérebro humano é alterada com a idade.

Durante muito tempo, os vilões principais das doenças neurodegenerativas foram os neurónios. E também durante muito tempo, sobretudo na última década do século XX, os heróis na ciência que se faz sobre o cérebro eram esses mesmos neurónios.

Mas parece que agora os holofotes começam a virar-se para um outro tipo de células do tecido nervoso: as células da glia que são bem diferentes dos neurónios, pois não se activam por estímulos eléctricos ou químicos e não transmitem estímulos ao longo dos seus prolongamentos. Podia até dizer-se que por detrás de um grande neurónio, está sempre uma grande glia 🙂

Para além dos neurónios e, mais recentemente, da glia, os cientistas têm também estado atentos aos mapas de expressão génica em função da estrutura cerebral. Estes mapas são fundamentais porque os genes só podem funcionar se forem expressos. Por isso, as mudanças da expressão genética no cérebro ao longo do tempo têm suscitado bastante interesse.

Para aprender o que acontece no cérebro com o envelhecimento, investigadores examinaram os padrões de expressão génica em amostras de cérebro após a morte (apesar da slimitações práticas e científicas deste tipo de amostras).

Em geral, os investigadores verificaram que a expressão génica nas células glia mudou mais com a idade do que a dos neurónios. Estas mudanças de expressão génica foram mais significativas no hipocampo e na substância negra, regiões tipicamente danificadas em doenças como a de Alzheimer e de Parkinson. Este estudo foi publicado esta semana no Cell Reports.

Em suma, o que o artigo aponta é que, quanto ao estudo de demências, o foco não deve estar apenas nos neurónios, mas também nas células da glia, já que estas são sujeitas a mudanças de expressão genética bem mais numerosas do que os neurónios.

A importância deste estudo está mais no facto de haver bastantes incertezas quanto às alterações sofridas pelas populações de células da neuroglia à medida que o cérebro envelhece. A expressão de genes específicos das células da glia mostrou ser um melhor preditor de idade do que a dos neurónios e confirmou a importância das células não-neuronais no processo de envelhecimento.

Com o envelhecimento, os padrões de expressão genética das células gliais em regiões diferentes do cérebro tornam-se cada vez mais semelhantes, como se as células gliais fossem perdendo as suas características distintivas. Ou seja, quando envelhecemos parece que as nossas células da glia entram em crise de identidade. Um pouco como no poema de Mia Couto: “Os outros de mim,/fingindo desconhecer a imagem,/deixaram-me a sós, perplexo,/com meu súbito reflexo.// A idade é isto: o peso da luz/com que nos vemos”. (in Idades Cidades Divindades).

A saber:

– As células da glia são essenciais para o funcionamento do sistema nervoso;

– As células da neuroglia estão presentes no sistema nervoso central. No sistema nervoso periférico há células equivalentes, que alguns autores incluem na classificação de células da neuróglia e outros consideram como uma categoria separada;

– Há várias populações de células da neuroglia no sistema nervoso central: a astroglia (composta essencilamente por astrócitos), oligodendroglia (composta por oligodendrócitos) e a microglia (o forte do nosso sistema nervoso, já que estas células actuam na defesa do tecido nervoso).

– No sistema nervso periférico, temos as células Schwann.

–  As células Schwann e os oligodendrócitos envolvem os neurónios com uma bainha chamada de mielina.

Referência: L. Soreq et al., “Major shifts in glial regional identity are a transcriptional hallmark of human brain aging,” Cell Reports, doi:10.1016/j.celrep.2016.12.011, 2017.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s