Todos os artigos de earpt

A “arca de noé” das sementes está a meter água…

… e a culpa deve ser do aquecimento global.

Em Svalbard, na ilha de Spitsbergen, 1300km a norte do Circulo Polar Ártico, o governo Norueguês construiu um bunker no permafrost capaz de conservar sementes em ambiente seco e de baixa temperatura (menor que -18ºC), que possam ser usadas no caso de uma qualquer catástrofe à escala mundial.

As sementes guardadas neste enorme cofre continuam a ser propriedade das entidades nacionais ou regionais que lá as depositam e funcionam como um backup para os bancos de sementes que cada entidade depositante possui. É através dos bancos das instituições depositantes que as sementes ficam acessíveis a agricultores, investigadores de todo o mundo. Nos cofres de Svalbard estão atualmente sementes de dezenas de milhar de variedades vegetais de 4000 espécies de plantas comestíveis, como feijão, trigo ou arroz.

Porém, este ano, devido à temperatura anormalmente elevada sentida na região, o permafrost começou a descongelar e o banco de sementes de Svalbard “meteu água”.

Para já nenhuma semente foi afetada, mas não é uma noticia muito animadora em vésperas das comemorações do Dia Internacional da Biodiversidade (22 de Maio).

Este ano, para celebrar o dia,  a European Association of Zoos and Aquaria (EAZA), a European network of science centres and museums (Ecsite) e a Botanic Gardens Conservation International (BGCI) lançaram a campanha “Let It Grow”, com o intuito de “ajudar a tornar as comunidades em paraísos para espécies nativas de animais, plantas e todas as outras formas de vida, protegendo-as da perda de biodiversidade e das espécies exóticas invasoras.

logo

Em Portugal, diversas instituições associaram-se à iniciativa e irão realizar ações sobre a temática  durante este fim de semana por todo o pais. Participe!

#letitgrowcampaign #IDB2017  #NATURA2000DAY  Let It Grow   EAZA, European Association of Zoos and Aquaria, Ecsite, European network science centres & museums e a Botanic Gardens Conservation International

Anúncios

“Halloween Científico” IIIA – Habilitações alternativas

img_20161017_212334

A “cópia do documento” na cartolina azul, para aqueles que não conseguirem ler bem, diz o seguinte:

Escola das Ciências Naturais e Homeopáticas

Nome: “não é relevante para o caso”

Nº de Aluno: 17088

Ano letivo: 2000/2001

Curso: Naturalogia

Ano : 3º

Que dizer desta pérola? A ultima frase até é honesta…

Curas mágicas… e quem estudou é que conhece as curas boas.

Dixit!

“HALLOWEEN CIENTÍFICO” II – Música para o senso comum

Uma feira popular em Portugal só é digna de ostentar esse título se tiver uma pista de carrinhos de choque.

O acende/apaga das lâmpadas coloridas, acompanhado por uma seleção musical “esmerada” que inclui house, techno, trance e electro, “mixada” com efeitos sonoros sintetizados e pontuados aqui e ali com dizeres miticos como o “mais uma voltinha mais uma viagem”, é imprescindível em qualquer evento deste género.

Esta fusão sonora é tão típica que até tem direito a designação própria: música de carrinhos de choque.

Porém, alguém decidiu inovar…

ultra-sonora

Uma das grandes guerras dos professores de ciências é diferenciar e refinar termos e conceitos científicos que são usados no dia a dia.

Expressões aparentemente inocentes atuam como autênticas “minas cientificas” que aterrorizam qualquer professor de Ciências, por misturarem conceitos distintos e fomentarem concepções erradas nas cabecinhas de muitos alunos.

A expressão “música ultra sonora” tem tudo para ser um desses exemplos. Nela mistura-se e confunde-se a noção de intensidade sonora (se os sons são fracos ou fortes) com as frequências limites da audição humana.

Todos sons audíveis por um ouvido humano saudável têm uma frequência compreendida entre 20 Hz e 20 000 Hz. Sons com frequências inferiores a 20 Hz são designados de infrassons, ao passo que sons com frequência superior a 20 000 Hz são designados de ultrassons. Nem infrassons nem ultrassons são audíveis por ouvidos humanos, independentemente da intensidade sonora que possam ter.

fisica-695x800

Retirado de http://www.querosaber.net.br/a-fisica-nos-animais/

Assim, a expressão “ultra sonora” do anúncio luminoso pretenderá chamar a atenção para o facto da música da instalação ter uma grande intensidade, ser muito ritmada, ou (eventualmente!) de bom gosto .

Uma “música de ultrassons” seria percepcionada pelos morcegos, que até usam sons desta gama de frequências quando deambulam no recinto em busca de presas atraídas pela luz dos candeeiros. Nunca seria escutada por nenhum humano, por mais notívago que ele possa ser!

“Halloween científico” I – O despertar

978556-adb928b8-085c-11e3-83dc-3d9ceca4e3ce

Eu não acredito em bruxas mas (perante a imagem) lá que elas existem, existem, e de acordo com os supermercados e a tradição britânica (cada vez mais portuguesa),  hoje é a noite delas!

Quer dizer, não exclusivamente delas! Fantasmas , vampiros, zombies e outras criaturas afins com as mais diversas idades revelam-se nesta noite um pouco por todo o lado e partem à procura de diversão (quer seja na forma de guloseimas ou shots).

Porém,  este ano vivi uma espécie de pré-Halloween.

Em meados de outubro faz-se por estas bandas uma feira popular. Este ano dei lá um pulinho! Ao entrar no recinto, deparei-me logo com a “Casa dos Horrores Piratas das Caraíbas”. Lá do alto, ao som da banda sonora do filme, múmias e esqueletos brandiam mecanicamente a compasso machados ensanguentados a quem passava. Mas logo ao lado, estava a “Dark Ride”,  onde se anunciava uma “sensação” “sensacional” graças aos… óculos 3D!

img_20161017_220034

Ora este magnífico upgrade ao conceito teve o condão de despertar o meu “olhar” científico para o resto da noite!

Serão as “visões”, “reflexões” e “monstruosidades científicas” 😀 que recolhi nessa ocasião que irei partilhar aqui nos próximos dias…

A Banhos…

Todos os anos, durante o mês de Agosto, o Algarve enche-se de turistas desejosos de dias soalheiros e águas tépidas. Este ano quem veio para estas paragens tem motivos para estar ainda mais sorridente!

O gráfico seguinte foi retirado do sitio surf-forecast.com e resume o histórico da temperatura da superfície do mar na Praia de Faro durante mais de 20 anos.

praia-de-faro

temp agua faro 20_08_2016

O gráfico mostra-nos que a 20 de Agosto os registos da temperatura da água do mar à superficie variam entre 20,6ºC 22,8 ºC.

Porém, hoje a temperatura da água do mar é 24,4ºC!

Conclusão! Quem estiver por cá, que aproveite! Este verão está a ser mesmo especial, e a perspectiva é de a água do mar arrefecer até Fevereiro do próximo ano!

IMG_20160816_194724.jpg

 

Porque o Verão também é Ciência…

Já está disponível a programação do Ciência Viva no Verão em Rede 2016!

 

No ano em que a Rede Ciência Viva faz 20 anos, são mais de um milhar de acções gratuitas que convidam toda a população (o programa não é só para os mais novos!) a descobrir e aprofundar as competências cientificas em modo “mão na massa”, de uma forma descontraída e divertida, com o auxílio de especialistas.

Todas as actividades são gratuitas, mas muitas deles implicam pré inscrição e tem número limite de participantes!

As inscrições abrem na próxima segunda-feira, dia 11 de Julho, às 15.00, em www.cienciaviva.pt.

Já que fui anunciado como uma contratação de verão…

…eis que é chegada a altura de entrar em campo!

Dou o pontapé de saída nesta minha participação no Scientificus em dia de Portugal -Hungria. É certo que o futebol não é propriamente uma ciência, mas como em tudo à nossa volta, há muita ciência no futebol… O que seriam das trivelas do Quaresma sem o efeito magnus? (quem não conhece o efeito pode espreitar este video que exemplifica-o com uma bola de Basquetebol ou ver o GIF em abaixo)

efeitomagnus

 

E os tomahawk’s do Ronaldo sem turbulência?

A matemática (e não a calculadora!), os regulamentos do Euro 2016 e os resultados que ocorreram nos outros grupos garantem que a seleção Portuguesa se apurará em caso de empate ou de vitória. Já em caso de derrota….

Mais logo, grande parte dos Portugueses voltará a estar  com os olhos vidrados nos ecrãs e os valores da tensão arterial tenderão a subir.

Por isso, se for hipertenso, agarre-se à bandeira ou ao cachecol mas não abuse de aperitivos com sal…

Montes de Sal nas Salinas na zona do Ludo, na Ria Formosa junto ao aeroporto de Faro
Montes de Sal nas Salinas na zona do Ludo, na Ria Formosa junto ao aeroporto de Faro