O composto 606

A 31 de Agosto de 1909, Paul Ehrlich e o seu assistente, Sahachiro Hat, desenvolveram o composto 606.

Este composto, também conhecido por Salvarsan (Arsfenamina), foi usado para o tratamento da sífilis e é graças a ele que Paul Ehrlich é considerado o pai da Quimioterapia.

800px-Salvarsan-montage
Paul Ehrlich pensava que a estrutura da Arsfenamina era como a estrutura A, no entanto a análise por espetrometria de massa sugere que a sua estrutura seja uma mistura do trímero B e do pentamero C. Imagem daqui.

Paul Ehrlich desconfiava que o arsénio era essencial para a cura da sífilis, por isso sintetizou diversos compostos derivados do arsénio e testou-os em coelhos infectados com sífilis. Dos diversos compostos testados, alguns mostraram sinais promissores, mas muitos coelhos morriam. Foi o composto 606 que conseguiu curar os coelhos sem ter efeitos prejudiciais. Paul Ehrlich conseguiu este resultado através de um método que desenvolveu: selecção de fámacos a partir de um conjunto de compostos (Drug screening).

1909_The_first_chemotherapy_wellcomelibrary.blogspot.com
Preparação do Salvarsan. Imagem daqui.

Com esta descoberta Ehrlich cunhou o termo Quimioterapia –  Uma substância que pode encontrar e matar bacterias infecciosas  sem prejudicar o hospedeiro.

Não obstante os avanços operados com a descoberta do composto 606, neste momento, o Salvarsan já não utilizado para tratar a sífilis, tendo sido substituído por antibióticos mais eficazes.

Anúncios

1 comentário a “O composto 606”

  1. Pingback: O composto 606

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s